Pular para o conteúdo principal

Postagens

Postagem em destaque

Postagens recentes

AUGUSTUS AURELIUS - Santo Agostinho (poema)

Augustus Aurelius
Em Tagasta nasceu, E a filosofia de Platão cristianizou, Filho de Patrício e Mônica, Nos Primórdios às paixões se entregou.
Teve um filho chamado Adeodato, Que muito cedo faleceu, Foi discípulo de St. Ambrósio E ao Cristianismo se Converteu.
Falou de fé e razão e ambas não separou, Formou o “credo ut intelligam et intelligo ut credam”, “Creio para entender e compreendo para crer”, A teoria da iluminação criou, O homem como imagem da SSma. Trindade professou.
Deus é todo positivo e verdade, E sua existência demostrou para humanidade:  Um artífice para perfeição do mundo, a universalidade do fenômeno religioso, O vazio interior do homem, “Deus todo poderoso”.
Escreveu sobre a Trindade, Sua vida em livro confessou, “Ama e faz o que quiseres”, St. Agostinho o filósofo do amor.
Onelielton Rocha

ORAÇÃO POR UM DIA FELIZ MONSENHOR BERNARDINO PADILHA 06 2014

Humildade para ser feliz - D. Fulton j. Sheen

A principal causa da infelicidade íntima e o egoísmo ou amor próprio. Aquele que, jactando-se, se dá a si mesmo importância, está a apresentar credenciais da sua falta de valor. É o orgulho uma tentativa para criar a impressão de que somos o que, realmente, não somos.          Quão mais feliz seria a gente, se, em lugar de exaltar o seu eu até o infinito, o reduzisse a zero. Encontraria, então, o verdadeiro infinito, mediante a mais rara das virtudes modernas, a humildade. A humildade é a verdade de nós mesmos. Não é humilde o homem que, tendo de altura 1,80 cms., disser: «tenho 1,60 cms». Aquele que, sendo bom escritor, disser: «sou um escrevinhador», também não é humilde. Fazem-se tais afirmações com o fim de poder obter um desmentido e assim granjear louvores. Seria, pelo contrário, mais humilde o que dissesse: «bem, todo o talento que tenho é um dom de Deus e eu Lho agradeço». Quanto mais alto é o edifício, mais profundos devem ser os alicerces; quanto maiores forem as a…

A Ascensão de Cristo e a força da fé dos discípulos

PRIMEIRO SERMÃO NA ASCENSÃO DO SENHOR, DE SÃO LEÃO MAGNO 1. Cristo ressuscitado aparece e a dúvida dos discípulos confirma a fé
          Hoje, caríssimos, completam-se os quarenta dias santificados, dispostos segundo um plano sagrado e empregados para nossa instrução, a contar da bem-aventurada e gloriosa ressurreição de nosso Senhor Jesus Cristo, quando o poder divino reergueu no terceiro dia o verdadeiro templo de Deus, destruído pela impiedade dos judeus.           O Senhor prolonga sua presença corporal por este espaço de tempo, para munir das provas necessárias a fé em sua ressurreição. A morte de Cristo turbara muito os corações dos discípulos; certo torpor de desconfiança havia-se insinuado nos espíritos opressos de tristeza, por causa do suplício da cruz, do último suspiro e do sepultamento do corpo exânime. Por isso, quando as santas mulheres, como narra a história evangélica, anunciaram que a pedra havia sido rolada do túmulo, o sepulcro estava vazio e os anjos tinham te…

MENSAGEM DO PAPA FRANCISCO PARA O 51ª DIA MUNDIAL DAS COMUNICAÇÕES SOCIAIS

«“Não tenhas medo, que Eu estou contigo” (Is 43, 5).
Comunicar esperança e confiança, no nosso tempo»
[28 de maio de 2017]
Graças ao progresso tecnológico, o acesso aos meios de comunicação possibilita a muitas pessoas ter conhecimento quase instantâneo das notícias e divulgá-las de forma capilar. Estas notícias podem ser boas ou más, verdadeiras ou falsas. Já os nossos antigos pais na fé comparavam a mente humana à mó da azenha que, movida pela água, não se pode parar. Mas o moleiro encarregado da azenha tem possibilidades de decidir se quer moer, nela, trigo ou joio. A mente do homem está sempre em ação e não pode parar de «moer» o que recebe, mas cabe a nós

A Cruz de Cristo, salvação para o gẽnero humano

Dos Sermões de Santo Efrém, diácono

Nosso Senhor foi calcado pela morte mas, por sua vez, esmagou-a como quem soca com os pés o pó da estrada. Sujeitou-se à morte e aceitou-a voluntariamente, para destruir aquela morte que não queria morrer. Nosso Senhor saiu para o Calvário carregando a cruz, para satisfazer as exigências da morte; mas, ao soltar um brado do alto da cruz, fez sair os mortos dos sepulcros, vencendo a oposição da morte. A morte o matou no corpo que assumira; mas

Doctor Angelicus (poema)

Nascido em Roccasecca,

2º Sermão de São Leão Magno sobre a Ressurreição do Senhor

1. A carne de Cristo, mistério e exemplo

A narração evangélica, caríssimos, nos apresentou todo o mistério pascal, e de tal modo penetrou, através do ouvido corporal até o espiritual, que nenhum de nós deixou de recompor os fatos.

O texto da história divinamente inspirada evidenciou como o Senhor Jesus Cristo foi impiedosamente traído, a que juízo foi submetido, a crueldade com que foi crucificado e a glória na qual ressuscitou.

Sinto, porém, o dever de acrescentar a minha palavra. Percebo como vossa expectativa piedosa reclama o que costumo vos dar, e por isso junte-se à

Santo do dia

Com uma só menção, aIgreja celebra em 26 de abril estes dois santos que têm em comum apenas o fato de terem sido Sumos Pontífices, pois suas vidas e histórias estão separadas por mais de dois séculos. Santo Anacleto foi o terceiro Papa da Igreja, depois de São Pedro e de São Lino. É referido em diversos escritos como Cleto, Anacleto ou Anencleto, mas sempre se trata da mesma pessoa. São Pedro o conheceu, batizou e ordenou sacerdote na igreja de Roma. Ele e seu